O que fazer quando o celular é roubado
Artigos

O que fazer quando o celular é roubado?

A prevenção ainda é a melhor forma de evitar maiores preocupações, caso aconteça

Perder o celular pode gerar uma dor de cabeça por diversos motivos: pelo susto de um assalto, pelo valor perdido, como também por perder todas as funcionalidades que são realizadas no dia a dia com auxílio do aparelho e, por fim, pelo risco de ter suas finanças prejudicadas em operações que podem ser feitas pelos aplicativos bancários. Neste artigo preparamos dicas sobre o que fazer quando o celular é roubado, furtado ou perdido. Vamos lá?

Proteção antes de um roubo

Não mexa no celular enquanto anda

Evite usar o celular enquanto você se movimenta. Muitas vítimas têm esse padrão específico. Como o foco está no dispositivo, ela não percebe quem está se aproximando. Se precisar mexer no celular, pare em algum estabelecimento, como um mercado ou uma farmácia.

Também vale ter cuidado com a mochila – andar sempre com ela na frente no corpo – e com os bolsos da calça. Ele pode ser furtado sem que você perceba.

Use código e opção de bloqueio automático da tela

Escolha o menor tempo possível para bloqueio automático de tela. Isso reduz as chances de ser roubado com a tela desbloqueada.

Ative biometria ou reconhecimento facial em aplicativos

Procure, nas configurações de seus aplicativos, a opção de entrar por meio de biometria e leitura facial. Telegram e Whatsapp são exemplos que permitem essa ativação. Ainda que o celular seja roubado com a tela desbloqueada, essa medida dificulta o acesso às informações.

Ative a autenticação de dois fatores

Entre nas configurações de cada um dos seus principais aplicativos e busque pela opção de ‘privacidade’ para encontrar a opção de autenticação de dois fatores.Opte sempre por aplicativos que geram códigos e não pela autenticação por SMS, já que o ladrão estará com ele.

Não salve senhas no aparelho

Evite manter qualquer tipo de senha em blocos de notas, prints, fotos, assim como fotos de seus documentos.

Especialistas dão dicas como: digite as palavras “senha”, “acesso”, na busca de mensagens e veja se você já a enviou para alguém. Às vezes é a sua senha para entrar em uma plataforma de streaming, loja online, mas que também pode ser a mesma usada para contas importantes. Muitos ladrões fazem esse tipo de busca.

Tenha um chip reserva

Se desejar manter um número de celular nas configurações de segurança das suas contas, o melhor é que não seja o mesmo número que você usa no dia a dia, porque os criminosos não vão conseguir trocar a senha solicitando um novo código por SMS, já que esse outro chip estará guardado e você poderá acessá-lo de outro aparelho.

Revise e configure o limite de seu Pix

A Federação Brasileira de Bancos alerta que desde abril de 2021, o usuário pode controlar seu limite no sistema de pagamento instantâneo, permitindo que ele reduza ou aumente o valor disponível para realizar transações e pagamentos. Deixe sempre limites baixos. Além disso, caso tenha essa função de pagamento por aproximação no celular e não esteja utilizando, desative-a.

Escreva em um lugar seguro seu IMEI

Para descobrir qual é o número, disque pela chamada de telefone *#06# e o número aparecerá na tela do celular. Você pode deixar esse número anotado por precaução. O IMEI permite o bloqueio do aparelho.

Faça um seguro celular

Há diversos planos com várias proteções diferentes, entre elas, roubo e furto. Essa é uma forma de não se preocupar tanto para reaver o valor perdido, caso você seja vítima de uma dessas situações.

O que fazer depois que o celular foi roubado?

Apague os dados do celular roubado de forma remota

Ainda que o celular não tenha sido roubado com a tela desbloqueada, o primeiro passo é apagar os dados dele. Se o seu aparelho for Android, basta acessar um computador ou um dispositivo móvel com internet, abrir o navegador e digitar o site www.android.com/find. Em seguida, coloque o seu login e senha e clique em “Limpar dispositivo”. A opção irá aparecer no menu à esquerda da tela.

Para aparelhos iOS o processo é semelhante. É só acessar www.icloud.com e preencher os seus dados. Imediatamente, irá aparecer a opção “Buscar iPhone”. Ao clicar, o site abrirá um mapa com a localização exata do celular e a opção “Apagar iPhone”, localizada à esquerda.

Bloqueie o celular roubado através do IMEI 

O bloqueio é feito perante sua operadora e através do número de identificação do aparelho, o IMEI.

Como já dissemos, a recomendação é que você tenha o número do IMEI guardado e acessível para o caso de ter o celular roubado. Outra possibilidade para bloquear o aparelho é a comunicação em delegacia da Polícia Civil, pois todos os Estados, exceto Amapá e Acre, estão habilitados com o sistema para bloqueio.

Comunique o ocorrido ao banco

Entre em contato com seu banco e outros serviços financeiros de aplicativos que você possui instalados no celular, como de carteiras digitais, e informe o ocorrido, solicitando o imediato bloqueio dos cartões, contas e operações. Não se esqueça de anotar os protocolos de atendimento.

Você também pode utilizar a ferramenta Registrato, do Banco Central, para verificar se há algum empréstimo desconhecido em seu nome.

Altere suas senhas e recupere suas contas

Recomenda-se a alteração de senhas de e-mails e redes sociais, bem como o encerramento de sessão em contas que você possui no aparelho, o que pode ser feito de forma remota pelo computador. Em plataformas como o Facebook e o Instagram, por exemplo, é possível verificar os locais e aparelhos onde seu perfil está logado e desconectá-los na aba “segurança”, dentro de “configurações”.

E só lembrando de nunca anotar suas senhas em um bloco de notas virtual sem senha e que ative a verificação de duas etapas em todos os aplicativos possíveis (como o WhatsApp, Instagram e Facebook).

Lembre-se também que muitos aplicativos enviam um SMS para seu celular quando a troca de senha é solicitada, por isso, é importante estar com aquele chip reserva que falamos.

Registre um boletim de ocorrência

É essencial fazer um boletim de ocorrência para que você possa se utilizar do documento nos contatos com as empresas. Isso pode ser feito pessoalmente em qualquer delegacia ou pelo portal da Polícia Civil do estado onde ocorreu o roubo.

Por: Blog Porto Seguro / Imagem Destacada: Depositphotos

 

E aí, gostou das dicas? Para saber mais sobre nossos seguros, acesse:
https://brantiseguros.com.br/seguros

Compartilhe isso: